Todos os Artigos Aqui postados estão protegidos pela Lei de Direitos Autorais. (Lei 9610 de 19/02/1998). Você pode copiar desde que sejam dados os créditos ao autor e ao Blog. Obrigado.

domingo, 30 de março de 2014

Andarilho - Lembranças de Outra vida

Andarilho - Lembranças de Outra vida
Hoje ao admirar o céu de estrelas observei uma com um brilho mais intenso, então voltei no tempo; um tempo em que vivi d acordo as minhas vontades, pois meu ego machista não me permitia descobrir o brilho do amor.

Lembrei-me dela. A estrela que iluminava a minha vida e que me amou intensamente, mas, que ao meu lado viveu a amargura do ego que me assombrava, e do orgulho que não me permitia descobrir a felicidade. Por tantas vezes e durante tanto tempo ela tentou me libertar, mas, meus olhos vendados não me permitiam enxergar sua beleza, pois o espirito materialista era um forte carcereiro. Hoje, livre, vejo toda a verdade que me faz lembrar-se de outra vida; vida em que pisei na alma que foi escolhida a viver ao meu lado e que, eu, deveria ter dividido não bens materiais, mas, o amor.

Hoje, estou liberto de mim; talvez se tivesse me libertado há algum tempo atrás ela não seria apenas lembranças, e sim, uma vida juntos em liberdade e verdadeiro conhecimento do amor, mas, mesmo assim agradeço a Deus por me ajudar a me libertar de mim; agradeço, pois, ainda ouve tempo para mudar minhas escolhas e trilhar um novo caminho.

Hoje vi naquela estrela seu rosto, e diante a luz da lua escrevi na areia, "perdoe-me", pois hoje descobri o sentido das almas e suas predestinações. "perdoe-me", por não ter percebido, por não enxergar que Deus havia predestinado nossas almas a viverem juntas na eternidade, mas, apaguei a luz que contemplava nosso lar e ofusquei o sorriso que dava luz a minha vida. "Perdoe-me", por não ver que seu amor era tão sublime que não predestinava-se apenas a mim, mas, a todos que desconheciam o sentido do amor; essa era você, que nasceu liberta e soube permanecer livre. "Perdoe-me por não ter conseguido me libertar ao seu lado, mas, sinta-se feliz, pois consegui me libertar a tempo.

Hoje sigo o caminho que Deus aponta, e vivo para levar sua a luz a todos; principalmente os que permanecem no escuro, trancafiados na ignorância e submissos ao ego, ao orgulho e a mentira, assim como permaneci por muito tempo.

Hoje, estou liberto de mim, encontrei o caminho e sigo caminhando até quando Deus mandar que eu pare.

Hoje, ainda sou e continuo sendo um Andarilho.

Henrique Neves


Leia Mais ►

sexta-feira, 14 de março de 2014

As vezes da vontade de chorar

as vezes da vontade de chorar

Às vezes da vontade de chorar
Agir de Coração,
Em troca a ingratidão.
Às vezes da vontade de chorar!
Agir com carinho
E se ver sozinho.
Às vezes da vontade de chorar!
Estender a mão
E receber um não!
Às vezes da vontade de chorar!
Agir como amigo
E ter um inimigo.
Às vezes da vontade de chorar!
Agir com a verdade
E ver falsidade.
Às vezes da vontade de chorar!
Lembrar e ser esquecido.
A força está na fé,
À fé esta em Deus,
Deus está no amor
E com o Amor erguemo-nos contra todos os males.

Henrique Neves
Leia Mais ►

A bebida destrói...

a bebida destroi

A bebida o que faz? – não faz, desfaz.
Desfaz a união destrói o amor
Acaba com a alegria
Abre caminho à dor.
A bebida o que faz? - não faz, desfaz.
Desfaz um lar em questão de minutos
Amargura um coração
Apodrece os frutos.
A bebida o que faz? - não faz, desfaz.
Desfaz a vontade de um amor eterno.
É capaz de fazer o céu transformar-se no inferno.

Henrique Neves
Leia Mais ►

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

O valor da Paz


O valor da paz
Hoje acordei em meio a ofensas, os gritos ecoavam em minha mente, tanta gente falando ao mesmo tempo, fiquei sem entender e apenas tive um momento para pensar no ficou para trás, momentos que não valorizei, momentos que não voltam mais. Minha paz onde foi parar? – perdi por conta do meu comodismo, me fantasiei no cinismo para fingir ser uma criança e tirar dos meus ombros a responsabilidade. Talvez não seja tarde, mas o tempo que perdi não volta mais e minha paz se desfez no momento em que abdiquei de minha liberdade.

Saudade dos bons tempos, saudade de quem se foi por eu menosprezar nossa paz, saudade por deixar de lado o amor que sempre se dedicou a me fazer feliz, mas eu não quis. Preferi me acomodar no leito da hipocrisia, seguindo a dinastia de uma guerra sem fim, e eu me coloquei aqui neste campo de batalha.

Paz, minha paz para onde se foi? – Queria tanto tela perto de mim, mas não consigo encontrá-la. Foi embora e com ela levou meu amor que na sua razão não quis perder a liberdade.

***

Paz! – Quantos a buscam e quantos tinham sem se dar conta?

O comodismo às vezes nos faz passar por certas situações que não precisavam passar por nossas vidas. Provavelmente você ou alguém que você conheceu já passou por certas humilhações simplesmente pelo fato de depender de alguém, que na maioria dos casos são os pais.

Muitos perdem diversas oportunidades em suas vidas com a desculpa de que não querem se afastar de seus pais.

Será que realmente é isso ou essas pessoas se acostumaram com a vida que seus pais sempre lhe deram? – Muitos não conseguem se ver sozinhos, tendo que trabalhar e viver do seu sustento, pois foram acostumados a ter sempre alguém por perto para atender as suas necessidades. Com tudo acabam abdicando de sua paz e liberdade submetendo-se aquilo que lhe exigirem, pois não controla sua própria vida.

Eu já vi casais se desfazerem pelo fato de a mulher ou o homem não querer sair da casa de seus pais, principalmente quando esses fazem questão de se intrometer na vida do casal.

O fato de você querer viver sua própria vida, ter seu próprio lar não quer dizer necessariamente que vai abandonar seus pais, apenas estará seguindo seu caminho para viver em paz com você ou com sua família.

Às vezes a melhor forma de nos manter em paz com todos é nos afastando.

Num castelo não se pode ter dois Reis e Duas Rainhas, cada um tem que ter seu reinado e assim poder decretar a Paz.

Para a paz há varias denominações. A paz de espírito, a paz com o fim das guerras, a paz familiar entre tantas, mas está paz a qual me refiro é a paz da liberdade, a paz de você poder viver com sua mulher ou com seu marido sem a preocupação de que vão se intrometer em suas vidas, de você poder fazer as coisas sem se preocupar a quem vai ou não desagradar.

Nossos pais com certeza são importantíssimos em nossas vidas, pois foi quem nos ensinou a ser quem somos, são quem nos ama e a quem amamos, mas temos que nos conscientizar de que desde que aprendemos a caminhar com nossas próprias pernas temos o dever de lhes dar um pouco de paz e que agora somos os Reis e Rainhas de nosso próprio castelo.

Leia Mais ►

O valor da liberadade


o valor da liberdade
Há dias tenho acordado como um pássaro preso em uma gaiola. Apenas olhando o céu, vendo os outros pássaros voarem livres com o vento batendo em suas asas. Nem minhas asas consigo bater, pois são feridas nas curtas grades que me envolvem. Meu espaço é fechado, controlado todo o tempo. Muitas das vezes me acabo sendo obrigado a fazer o que não quero para que pelo menos possa cantar em paz, mas uma paz inexistente, ausente, substituída por mentiras e difamações.

Há dias tenho acordado como um pássaro preso em uma gaiola. Vivo constantemente com reclamações diversas, o sorriso é disperso por gritos e ofensas. As desavenças contradizem o amor.

Há dias tenho acordado como um pássaro preso em uma gaiola. Sou livre sem conhecer a liberdade. A maldade me cerca, vejo-me em um circo de terror.

***
Liberdade! – Muitos não reconhecem o seu verdadeiro valor. São livres para fazer o que querem, para viver a vida resplandecente. São livres para amar, conversar, compartilhar de bons momentos com os amigos, com as pessoas que amam e até mesmo ser livre par curtir a vida a seu modo, conhecendo mundo.

Muitos cometem atos que fazem com que percam a sua tão valiosa liberdade, transformando-a em um sonho que por muitas das vezes torna-se distante. Perde o convívio direto com quem ama. Alguns perdem a preciosidade de ver um filho crescer, de acompanhar de perto essa natureza divina, de ensinar e aprender com esses excelentes professores que são as crianças.

Muitos têm, mas não vivem sua liberdade, acabam se trancafiando em sua própria cela vivendo a liberdade dos outros, assumindo para si responsabilidades que não lhes pertence.

Você algum dia já parou para pensar nisso? – Já acordou cedo para ver o sol nascer e agradecer por essa espetacular oportunidade?

Não damos valor à liberdade até nos vermos sem ela, até perceber o quanto felizes éramos.

Viva cada momento de sua vida como se fosse único, aproveite a liberdade que tem para vivenciar momentos que dificilmente voltam. Seja livre! – Assuma o seu papel e viva em plena harmonia quem lhe ama e com você mesmo.
Liberdade não é solidão. Liberdade é um conjunto de tudo que nos proporciona paz, harmonia e amor.

Leia Mais ►